quarta-feira, 30 de junho de 2010

Poesias...Gravidas Adolescêntes


A CAMISINHA

Eu sempre transava
Sem camisinha Transei com tantas gurias, Mas a que eu engravidei Era a minha vizinha.

No dia em que ele nasceu
Eu assumi, Mas eu tinha feito Tantas coisas erradas Que me dava vontade De sumir.

Na hora que tu tá
Fazendo amor Tu só pensa no prazer E não pensa em usar Camisinha e nem No filho que Pode trazer...




DESCUIDO

Sou fruto de um descuido
Ato feito impensado
Mas que a partir de agora
Terá que ser
Tratado com cuidado
Gostaria de ter
Sido planejado
Mas por descuido
Vim sem ser convidado
Não sei se vou ter nome
Ou se vou ser abortado
Mas no fundo eu gostaria
De ser tratado com carinho
Amor e cuidado




http://websmed.portoalegre.rs.gov.br/escolas/montecristo/jv/jv6/poesia.html



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário